O 5 de outubro é, para muitos, um dia especial.

Para o mundo, este dia marca o dia internacional do professor, celebrado até pelo Google através de um Doodle dedicado ao acontecimento. Em portugal, por exemplo, o 5 de outubro marca alterações governamentais. Nesse dia, o Partido Republicano Português saiu vitorioso de uma revolução que havia iniciado dias atrás, derrubando assim a monarquia constitucional e implantando o regime republicano em Portugal. Para os fãs de tecnologia, o 5 de outubro marca, ainda, outra data importante: o falecimento de Steve Jobs.

Steve Jobs sentado com o primeiro Macintosh nas pernas
Steve Jobs e o primeiro Macintosh

Steven Paul Jobs faleceu em 2011, com 56 anos de idade, devido a um cancro no pâncreas contra o qual lutou durante cerca de 7 anos. A sua vida e ideais marcaram grande parte do mundo da tecnologia que conhecemos hoje e muitos dos aparelhos que utilizamos devem-se à sua forma de ver o mundo e de imaginar a tecnologia. Marcou a indústria da música quando apresentou o primeiro iPod. Revolucionou o mundo das comunicações quando introduziu o iPhone. Criou uma nova gama de produtos quando imaginou o iPad. Mostrou que os computadores tão finos e leves como um caderno A4 com a apresentação do MacBook Air. Enfim, tantas são as coisas boas que hoje temos graças a ele. Imagino o que poderíamos ter hoje connosco se ele ainda continuasse entre nós durante estes 9 anos que passaram.

Como é habitual, Tim Cook, atual CEO da empresa criada por Steve Jobs, partilhou um Tweet em memória do seu amigo e mentor.

A Apple mantém a página de memória do seu criador "Remembering Steve Jobs", na qual são feitas passagens de mensagens enviadas por pessoas de toda a parte do mundo, em memória do Mestre que todos sentimos falta.