O relógio está a contar para o próximo evento da Apple, anunciado para dia 15 de setembro. Quanto mais próximo da data, mais leaks vemos sobre a próxima geração de produtos Apple, quer sejam eles apresentados ou não neste evento. De acordo com um relatório do website DigiTimes, a Apple irá colocar em produção em massa, no quarto trimestre do ano, o processador A14X de 5 nanómetros, destinado ao iPad Pro da próxima geração e ao primeiro Mac com Apple Silicon.

Em 2019, a Taiwan Semiconductor Manufactoring Company (TSMC) anunciou um investimento de 25 mil milhões de dólares na nova tecnologia de nós de 5nm, tendo em vista a permanência como fornecedor exclusivo dos processadores da Apple. Apesar de ser uma quantia avultada para o mero cidadão, o investimento parece ter surtido os efeitos desejados no mundo empresarial.

A Apple dará início ao seu wafer de 5nm na TSMC para os seus novos processadores Apple Silicon a partir do quarto trimestre de 2020, com produção mensal estimada em 5.000 - 6.000 wafers, de acordo com fontes da indústria.

De acordo com um relatório do The China Times datado do final de agosto, espera-se que o primeiro Mac com Apple Silicon a usar o chip da TSMC de 5nm seja lançado ainda no final de 2020 num MacBook de 12 polegadas, conforme noticiámos aqui.

A Apple está a preparar-se para o próximo lançamento da nova geração de MacBook e iPad Pro alimentados pelos seus processadores baseados em ARM de design próprio, que serão fabricados utilizando a tecnologia de processo EUV de 5nm da TSMC, conforme indicaram as fontes.

Na passada WWDC, a Apple anunciou a transição dos seus Macs para processadores desenhados pela própria Apple (nomeados Apple Silicon). De acordo com o website de notícias Bloomberg, a Apple estará a trabalhar em pelo menos 3 processadores baseados no chip A14. Os primeiros dispositivos a receber o processador A14X deverão ser o prestes a ser ressuscitado MacBook de 12 polegadas e o iPad Pro de próxima geração.

Tal como indicado pela Bloomberg, os primeiros processadores para Mac chegarão com 12 núcleos, 8 dos quais com alto desempenho e pelo menos 4 com eficiência energética. Alegadamente, a Apple já tem os olhos postos no futuro e já começou a trabalhar na segunda geração de processadores com mais de 12 núcleos baseados no chip A15.

Com pelo menos dois produtos a apontar para a receção do A14X e com a possível chegada do primeiro MacBook com Apple Silicon no final de 2020, o relatório do DigiTimes segue uma cadência lógica. No entanto, veremos um produto MacBook e um iPad receber o mesmo processador, o que pode levantar algumas dúvidas. Resta-nos aguardar para vermos oficialmente esta confirmação.