Já nos acostumámos à presença de Tim Cook e a muitas das caras conhecidas que o acompanham ao longo destes 9 anos como CEO da Apple, cargo que assumiu em agosto de 2011. O certo é que o relógio está a contar e, mais cedo ou mais tarde, assistiremos a uma passagem de pasta e teremos novas caras à frente da marca da maçã. Um relatório da Bloomberg veio agora afirmar que Tim Cook e a sua equipa estão "cada vez mais focados no plano de sucessão". O que se sucede? Vamos explorar a seguir.

Tim Cook tem feito um trabalho notável, tornando-a na primeira empresa americana a atingir o marco histórico de 2 biliões de dólares de valor de mercado. Embora Cook não tenha ainda dado sinais de que está pronto para se afastar, é natural que a Apple prepare um plano com antecedência, tal como feito anteriormente com ele próprio, para que todo o processo decorra da forma mais natural e fluída possível.

Mark Gurman, conhecido jornalista da Bloomberg e leaker do mundo Apple, afirmou num relatório publicado recentemente que a companhia de Cupertino está a cultivar a sua próxima geração de gestores de topo. Ao olharmos para a equipa atual de gestão, os cargos encontram-se ocupados por vice-presidentes sénior com idades entre os 55 e os 60 anos, que dedicaram mais de 2 décadas à marca da maçã e a fizeram render vários milhões de dólares. De acordo com Gurman, ao olhar para estes dados e para o planeamento corporativo, a Apple sentiu que seria altura de dar os primeiros passos em direção ao futuro, cultivando a próxima geração de executivos.

E o próximo CEO da Apple será provavelmente...

Jeff Williams, atual chefe de operações, é apontando internamente como o "presumível herdeiro" de Cook, justificado pelas semelhanças entre ambos no modus operandi. Williams é visto como pragmático e orientado a operações, tal como Tim Cook, tendo guiado as operações da empresa a nível global sob a liderança de Cook nos últimos anos. Dadas as semelhanças e o sucesso que se tem alcançado sob a era Cook, é provável que o quadro executivo siga a fórmula vencedora e se mantenha no mesmo caminho.

Jeff Williams é apontado como o presumível sucessor de Tim Cook.‌

Outras áreas em discussão também

O relatório da Bloomberg entra em foco para mais áreas da Apple, tais como VP de Marketing, Chefe de Operações, VP de engenharia de software, chefe de finanças, engenharia de hardware, retalho e recursos humanos, entre outros. É bom saber que a Apple está a colocar em marcha um plano de sucessões, para que, demore muito ou pouco tempo, as passagens de pasta decorram da forma mais fluída possível, não impactando o consumidor final.