A Apple iniciou o ano de 2020 oficializando o iPhone SE, um equipamento com preço de gama média e design herdado do iPhone 8, lançado em 2017.

Porém, os próximos lançamentos da maçã que estão a chegar até ao final do ano, ao que tudo indica, não vão seguir a mesma proposta – pelo contrário, podem até mesmo ganhar um aumento no preço final.

EarPods e carregador podem ser removidos da caixa do iPhone 12

Isso é o que sugerem analistas da TrendForce que, nesta semana, partilharam informação vinda de fontes ligadas a fornecedores de componentes indicando que a série iPhone 12, apesar de deitar fora os EarPods e carregador, possivelmente ainda vão custar mais caro que o iPhone 11 e suas variações Pro e Pro Max.

Os valores mencionados no report em relação aos possíveis preços iniciais são os seguintes:

  • iPhone 12 – entre US$699 e US$749
  • iPhone 12 Max – entre US$799 e US$849
  • iPhone 12 Pro – entre US$1.049 e US$1.099
  • iPhone 12 Pro Max – entre US$1.149 e US$1.199

Caso as informações acima estejam corretas, é possível perceber um leve aumento quando comparamos aos preços praticados na atual geração do iPhone – a justificação para tal incremento seriam os valores extras cobrados pelo modem 5G na fabricação.

Entretanto, o analista Ming-Chi Kuo discorda, retificando que a Apple não deve passar este aumento para os consumidores finais, por isso, ela teria abraçado a possibilidade de remover os acessórios mencionados mais cedo da caixa, optando por vendê-los separadamente.