Por fim, os Macs com Apple Silicon foram apresentados, e foram três as máquinas escolhidas para serem as cobaias, a saber MacBook Air 13”, Mac mini e MacBook Pro 13”.

No campo dos portáteis (MacBook Air e MacBook Pro), que se espera dos três computadores apresentados, sejam os mais procurados, existem algumas diferenças entre eles para além do seu aspeto físico.

Ambos estão equipados com o novo processador M1 desenvolvido pela Apple com base na arquitetura ARM, contudo há, por exemplo, diferença ao nível dos núcleos (cores) da GPU.

À partida podemos desde já dizer-te que ficarás bem servido com qualquer um deles pelo menos a julgar pela informação avançada.

Preços

Aqui começam as primeiras diferenças, temos então o MacBook Air com os valores mais baixos, existem dois modelos, o primeiro a iniciar nos 1159 euros e o segundo a iniciar nos 1429 euros.

A diferenciar estes dois modelos base está o armazenamento, que é de 256 GB no mais barato e de 512 GB no mais caro. Mas não é tudo, a outra grande diferença está no processador, o mesmo M1 tem em ambos os casos 8 cores na CPU, porém no que toca à GPU o mais barato tem 7 cores enquanto que o mais caro tem 8 cores. Tal facto deverá ter influencia na performance.

Por sua vez, o MacBook Pro de 13” tem também dois modelos base, o mais barato começa nos 1479 euros e o mais caro começa nos 1709 euros.
Aqui, a diferença reside unicamente no armazenamento que é de 256 GB no mais barato e 512 GB no mais caro.
O processador é igual em ambos os modelos, sendo que o M1 tem os mesmos 8 núcleos tanto em CPU como GPU.

Então neste capítulo temos como diferença mais gritante os 50 euros que separam o modelo mais caro do MacBook Air, do mais barato do MacBook Pro de 13”.

Lembro que estes valores são dos modelos base, todavia, todos podem ter incremento de memória RAM e armazenamento, com respetivo acréscimo de preço.

Performance

Sendo que de base todos os modelos referidos estão equipados com 8 GB de RAM, as diferenças de performance vão centrar-se no processador e na refrigeração do mesmo.

Quer isto dizer que a Apple avança que o MacBook Air será até 3.5 vezes mais rápido que o seu antecessor ao nível da CPU. A juntar a isso contará também com unidade gráfica até 5 vezes mais rápida e machine learning até nove vezes mais rápida, comparando ainda com o modelo agora substituído.

A bateria do MacBook Air terá uma duração estimada de até 18 horas a reproduzir conteúdos na app Apple TV.

Já o MacBook Pro de 13” será até 2.8 vezes mais rápido que o antecessor, na velocidade da CPU. Passando para a GPU será também mais rápida desta vez até 5 vezes e machine learning até 11 vezes mais rápido.

A bateria terá um incremento notável e poderá reproduzir Apple TV até 20 horas, a marca de Cupertino avança que este será o MacBook Pro de 13” com a maior autonomia de sempre.

Em termos práticos isto refletir-se-á em dois computadores rápidos, muito mais rápidos que os antecessores a todos os níveis.
Entre os dois, obviamente o MacBook Air será mais lento, para além da diferença no chip M1 no modelo mais barato, que já falei acima, há também a temática da refrigeração. O MacBook Air não tem ventoinhas o que obrigará o sistema a desacelerar o processador se os níveis de temperatura assim o exigirem.

Portanto, o MacBook Pro de 13” será equipado com um novo sistema de refrigeração chamado, Active cooling system (sistema de refrigeração ativo), que permitirá o processador atingir marcas mais elevadas.

Obviamente que todas estas afirmações têm como base a análises de dados fornecidos pela Apple e terão que ser confirmadas depois em comparativos reais.

Design

Ora, como já foi avançado no seu lançamento, os dois portáteis que tenho estado a falar não sofreram qualquer alteração estética, digna de realce, face aos seus antecessores.

As cores disponíveis são as mesmas, o teclado tem a mesma tecnologia, o trackpad idem e o Touch ID é também comum. Neste campo a única diferença a apontar é de facto a presença da Touch Bar no MacBook Pro de 13”, contudo esta já estava presente nos modelos até agora existentes.

Tanto o MacBook Air como o MacBook Pro estão equipados com duas portas multifunções Thunderbolt/USB 4 e jack 3.5 para ligares o teus phones, sim nos MacBooks ainda resiste esta entrada.

A câmara, embora melhorada, continua com uma resolução de 720p, ao nível sonoro deves esperar melhor som no MacBook Pro de 13”, bem como melhor gravação de voz uma vez que os microfones do Pro têm, a chamada, qualidade de estúdio.

O ecrã do MacBook Pro é também ligeiramente superior, conta com brilho superior, ou seja, de 500 nits contra os 400 nits do MacBook Air.

Conclusão

São ambas máquinas brutais capazes de fazer o que faziam os antecessores mas com bastante mais rapidez e eficácia.

O ganho de performance e autonomia da bateria dever-se-á à excelência do novo processador Apple Silicon, o M1, bem como, da gestão que o também novo sistema operativo macOS Big Sur irá providenciar.

Deverás ter em conta que nesta fase inicial poderão existir aplicações ou softwares ainda não compatíveis com estes novos processadores.

Qual devo comprar?

Como sempre, aconselhar qual a compra ideal pode ser um pouco ingrato, contudo se queres o computador para as tarefas “normais”, ferramentas de texto, edição de foto ligeira, navegar na internet, consumo de multimédia, etc., o MacBook Air de base é mais do que suficiente, até porque o modelo anterior já o era.

Se, por outro lado, já precisas de fazer outro tipo de tarefas que sabes que à partida vai exigir mais da máquina, edição de foto mais a fundo, edição de vídeo, algum gaming, ou outras tarefas mais complicadas, aí a tua escolha deverá cair num MacBook Pro de 13”.

Atenção, que o facto da diferença de preço entre o modelo mais caro do MacBook Air para o modelo base do MacBook Pro de 13”, como referi anteriormente, deve ser bem pensada pelos potenciais compradores. Se precisarem realmente dos 512GB, tudo bem, caso contrário por mais 50 euros existem benefícios no MacBook Pro que valem a diferença mesmo o armazenamento sendo "apenas" de 256GB.

Se ainda assim continuas hesitante aguarda os primeiros comparativos que vão surgir dentro de poucos dias para aferires melhor as diferenças.

Fica atento ao iFeed para mais novidades do Mundo Apple.