VPN vs Proxy - qual é a melhor opção?

Uma VPN oculta o teu endereço de IP em todos os sites e aplicações, enquanto os proxies só ocultam o IP numa única aplicação.
Escrito por Redação iFeed e
3 mins de leitura
VPN vs Proxy - qual é a melhor opção?
Photo by Grzegorz Walczak / Unsplash
Publicidade
Publicidade

VPNs e proxies são semelhantes na medida em que ambos constituem ferramentas de privacidade online. São tecnologias utilizadas para ocultar o teu IP enquanto navegas na Internet, substituindo-o ora por um IP providenciado pelos servidores do provedor de VPN, ora por um IP associado ao servidor do proxy.

No entanto, uma VPN oculta o teu endereço de IP em todos os sites e aplicações, enquanto os proxies só ocultam o teu IP numa única aplicação.

Existem vários outros fatores que fazem com que VPNs e proxies sejam fundamentalmente diferentes. Para percebermos qual destas duas tecnologias constitui a melhor opção de segurança e privacidade online, vamos aprender um pouco mais sobre o que as torna únicas.

VPN vs proxy - as principais diferenças

Ao contrário de um proxy, uma VPN pode ser usada para muitos mais fins do que apenas ocultar o teu IP. As VPNs são ferramentas completas de segurança online, muitas vezes munidas de funcionalidades adicionais avançadas que te podem ajudar a bloquear anúncios irritantes ou evitar sites perigosos. A principal vantagem de uma VPN, contudo, é que esta atua ao nível de todo o sistema operativo—isto quer dizer que basta obteres a subscrição de uma VPN para manteres o teu IP oculto em todas as tuas atividades online, independentemente do site ou aplicação. Um proxy, por outro lado, só pode ser associado a um único site ou aplicação, o que significa que o teu IP não se encontra oculto em qualquer outra atividade que realizes online.

Outra vantagem de uma VPN concerne a privacidade de todo o teu tráfego na Internet. Ao contrário de um proxy, uma VPN utiliza tecnologia de encriptação para manter toda a tua atividade na Internet privada. Com uma VPN, todo o teu tráfego é direcionado através de um túnel encriptado que faz com que seja muito difícil alguém vigiar o que fazes online.

Isto significa que uma VPN permite-te, por exemplo, manteres a tua atividade oculta mesmo do teu provedor de Internet. Se estiveres a utilizar uma VPN, tudo o que o teu serviço de telecomunicações de eleição pode ver é que os dispositivos se encontram ligados a uma VPN; caso contrário, estes saberiam que sites e aplicações visitas e com que assiduidade. Um proxy não oferece nenhuma garantia de encriptação.

Finalmente, uma VPN estabelece ligações à Internet com maior consistência e segurança do que um proxy. Utilizadores de proxies são forçados a lidar com falhas de conexão mais frequentemente. Geralmente, os proxies disponíveis no mercado são mais acessíveis do que as VPNs (normalmente pagas) e por isso menos fidedignos.

As vantagens de um proxy

Os proxies têm apenas duas vantagens em relação às VPNs: um impacto menor na velocidade de conexão da tua Internet e um preço mais acessível (a maioria dos proxies são mesmo gratuitos).

Ainda assim, na discussão VPN vs Proxy, é inegável que as VPNs constituem a solução mais completa e inteligente para a manutenção da tua privacidade e segurança online.

Funcionalidades extra de uma VPN

Para além de ocultarem o teu IP em todo o sistema operativo e garantirem conexões seguras e privadas por túneis encriptados, as VPNs munem-te de uma série de soluções extra que podem fazer toda a diferença no teu dia a dia. Estas incluem:

  • Acesso a servidores estrangeiros: as VPNs permitem-te contornar bloqueios geográficos e aceder a conteúdo que se encontra bloqueado no teu país. Com uma VPN, podes ligar-te a um servidor estrangeiro e fazer com que o teu IP português se "converta", por exemplo, num IP britânico. Assim, podes ver conteúdos no site da BBC como se fosses um residente do Reino Unido ou visualizar séries da Netflix que só se encontram disponíveis em Inglaterra.
  • Compatibilidade com múltiplos dispositivos: uma VPN de qualidade pode ser utilizada não só para proteger o teu computador como qualquer outro dispositivo, incluindo o teu smartphone ou smart TV. Além disso, uma única subscrição VPN é suficiente para garantir a proteção de vários dispositivos em simultâneo. Assim, uma VPN não protege apenas toda a tua atividade online, como toda a tua atividade online em todos os teus dispositivos.
  • Funcionalidades de segurança adicionais: dependendo do provedor de VPN, uma subscrição de VPN também garante o acesso a uma série de funcionalidades de segurança adicionais que te permitem bloquear anúncios ou evitar a exposição a malware. A NordVPN, por exemplo, conta com uma ferramenta conhecida como Kill Switch, que "congela" a tua conexão à Internet automaticamente caso a tua ligação ao servidor VPN seja interrompida—funcionando como uma última linha de defesa contra eventuais ataques informáticos.

Veredito

Na discussão VPN vs Proxy, fica claro que as VPNs levam vantagem. Um proxy pode ser uma ferramenta útil para ocultar o teu IP quando precisas de visitar uma aplicação mais sensível, mas está longe de ser uma solução de segurança a longo prazo. Para garantires a tua privacidade online e navegar sem receios na Internet, opta por uma VPN de qualidade. Caso precises de ajuda para escolher a melhor VPN para Mac, consulta a nossa lista de 10 melhores VPNs.

Publicidade
Publicidade
Partilhar artigo