O iPad Air acaba de ganhar uma nova geração. Disponível em cinco cores diferentes (dourado, verde e azul, além do conhecido cinzento sideral e prateado), o produto agora suporta o Apple Pencil de segunda geração. A nova geração do Air traz um design inspirado nos modelos do iPad Pro de 2018 e 2020.

O produto inclui a biometria no Touch ID embutida no botão Power que, segundo a Apple, é o menor sensor biométrico já produzido pela maçã.

O processador do mais recente iPad Air é o novo Apple A14 Bionic, fabricado em litografia de 5 nanómetros, que entrega 40% a mais de desempenho do que o antecessor (A12 Bionic) em processamento e 30% a mais de perfomance em gráficos.

O ecrã Liquid Retina de 10,9 polegadas do novo iPad Air (2360×1640) inclui bordas reduzidas e embarca tecnologias como o True Tone, uma camada laminada para anti-reflexos e suporte ao P3 wide color gamut. O carregamento e transferência de dados será feito através da entrada USB-C, no lugar do tradicional lightning. O produto acompanha um carregador de 20-watts na caixa.

Para as câmaras, na frontal temos agora um sensor de 7 MP (f/2.2). Na traseira, temos um sensor único de 12 MP (f/1.8), capaz de filmar em 4K a 60 fps com direito a estabilização de vídeo.

Por ter um formato similar ao iPad Pro, a nova geração do iPad Air torna-se compatível com acessórios como o Magic Keyboard, entregando ainda mais produtividade. Em relação aos preços, o produto inicia em 679€ e chega às lojas a partir do próximo mês.