Comparativo: Mac mini M2 versus Mac mini M1
Pedro Alves

Comparativo: Mac mini M2 versus Mac mini M1

O mais pequeno dos computadores Mac foi recentemente alvo de uma atualização, que lhe garantiu a inclusão do chip M2, como substituto do anteriormente utilizado M1. Apesar de, por fora, as diferenças entre os modelos serem nulas, será que as mudanças internas marcam assim tanto a diferença?

Vamos então comparar a atual geração do Mac mini com a sua antecessora, de forma a concluir se vale a pena um upgrade, ou se os atuais possuidores da versão com M1 continuam a estar bem servidos.

Design e conectividade

A aparência exterior do Mac mini é a mesma há mais anos do que aqueles que é possível contar com os dedos da mão. Se para uns isso é um fator negativo, para outros é positivo (para garantir compatibilidade com acessórios, por exemplo), no entanto este é sempre aquele aspeto que é por demais subjetivo, e dependente do gosto pessoal de quem o avalia.

Pelo parágrafo anterior é possível então perceber que, neste aspeto específico, praticamente nada mudou entre as máquinas em questão: a largura e a profundidade mantêm-se nos 19,7 cm, apenas com a altura a registar uma diminuição nuns escassos e imperceptíveis 0,02 cm, de acordo com o site da Apple, medindo agora 3,58 cm: nada que seja visível a olho nu. O peso também difere somente uns míseros gramas.

Este harmonioso bloco de alumínio cinzento concentra todas as portas de ligação na traseira, que são também iguais entre gerações: contamos então com ethernet, jack 3,5 mm, HDMI, duas portas USB-A e duas portas Thunderbolt 4. As ligações sem fios foram atualizadas, sendo que a nova geração possui wi-fi 6E e bluetooth 5.3.

Processador, memória e armazenamento

É neste aspeto que reside a maior (e talvez a única) diferença entre o atual e o anterior Mac mini: o chip Apple Silicon utilizado.

O modelo de 2020 estava equipado com um M1, composto por oito núcleos de CPU, oito núcleos de GPU e dezasseis núcleos de Neural Engine; já o equipamento mais atual chega até nós com o mais recente M2, que em termos de contagem se distingue do seu antecessor apenas no que aos núcleos gráficos diz respeito, que são agora dez. De facto, o maior salto qualitativo entre os chips em questão ocorreu realmente na componente gráfica, dado que o M2 já suporta tecnologias de codificação e descodificação de vídeo que o M1 não carregava consigo. A frequência de funcionamento subiu dos 3.2 GHz para os 3.49 GHz.

No que a memória RAM diz respeito, a mesma encontra-se incorporada no chip Apple Silicon, sendo por esse motivo denominada de memória unificada. Em termos de opções de configuração, além dos 8 e 16 GB passíveis de serem escolhidos no modelo anterior, foi agora também adicionada a opção de 24 GB.

Algo que se manteve inalterado foram as opções de armazenamento: ambos os Mac mini podem disponibilizar aos utilizadores 256 GB, 512 GB, 1 TB ou 2 TB.

Preço

Com o lançamento do Mac mini com M2, a melhor notícia chegou do fator de onde menos se esperava: o preço. Com efeito, a Apple decidiu baixar o valor da versão de entrada deste computador, para euforia de todos os fãs: enquanto o Mac mini com M1 custava, no mínimo, 819€, a nova versão pode ser adquirida a partir deuns mais simpáticos 729€. São 90€ de diferença que são poupados, e ainda assim trazemos para casa algo superior. Que bom negócio!

Conclusão

Se estás à procura da melhor relação preço/performance, o Mac mini com M2 constitui uma alternativa praticamente sem concorrência. Não há nada no universo dos PCs que se aproxime dos números brutos conseguidos por esta pequena máquina, tendo em conta o preço por ela pedido.

No entanto, se tens um Mac mini com M1, salta esta geração. A desvalorização do teu computador atual não compensa o ganho de performance que vais obter, mudando apenas de um M1 para um M2. Além disso, o M1 ainda é um chip mais do que capaz no que a qualquer tarefa diz respeito, por isso os ganhos de produtividade que poderias perspetivar em obter com a troca seriam praticamente nulos.

O mesmo não se pode dizer no caso de seres proprietário de um Mac mini de qualquer geração ainda mais antiga, ainda com processador Intel. Se puderes, faz já o upgrade! Os benefícios serão significativos, e ainda tens a vantagem de ninguém te chatear por teres comprado um computador novo, dado que nenhuma pessoa notará a diferença estética.

Pedro Alves profile image Pedro Alves
Publicado a
Comparação