O novo iPhone 12 Pro trouxe grandes novidades ao nível de fotografia em comparação com o seu antecessor e com o iPhone 12. Uma dessas novidades foi a introdução da funcionalidade ProRAW.

Este novo formato de fotografia foi concebido para o sistema triplo de câmaras traseiras do iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max. Estes modelos possuem um sensor LiDAR que permite captar mais informação em cada fotografia.

Os smartphones já têm a capacidade de fotografar no formato RAW há algum tempo, no entanto, este novo formato desenvolvido pela Apple, dá origem a uma nova forma de tirar fotografias ricas em informação com uma "pitada" do seu processamento de imagem.

O que é o formato ProRaw?

Quando tiras uma fotografia em formato RAW no smartphone ou numa câmara DSLR, a mesma está completamente descomprimida, não tem qualquer tipo de processamento, ou seja, toda a informação capturada pelo sensor da câmera é mantida no ficheiro da fotografia. Por conseguinte, o tamanho do ficheiro é muito maior, no entanto, vai te permitir uma maior liberdade a editar a fotografia ao teu gosto usando sofware de edição como o Photoshop ou Lightroom.

Aqui tens um exemplo de edição de uma fotografia em formato RAW no Lightroom CC:

Como podes ver é possível recuperar bastante informação sem criar qualquer tipo de ruído na fotografia e há uma maior margem de manobra para a editares ao teu gosto.

Por outro lado, no formato JPEG, que é o mais comum na fotografia via smartphone, apenas uma pequena porção da informação capturada pelo sensor é mantida no produto final. O elevado processamento da fotografia retira toda a informação considerada desnecessária, realça as cores e define uma boa curva de tons de maneira a que a imagem fique apelativa aos nossos olhos. No entanto, isto limita bastante a tua edição da fotografia pois grande parte da informação já foi retirada pelo processamento.

Aqui tens o exemplo de edição de uma fotografia em formato JPEG no Lightroom CC:

Como podes ver há pouca informação recuperada, nomeadamente do céu sobreexposto, uma margem menor de edição.

Ambos os formatos JPEG e RAW comprometem algo, seja a margem de edição, seja o espaço de armazenamento no dispositivo. Mas o formato ProRAW tenciona acabar com essas limitações.

Basicamente, o formato ProRAW consiste na captura de imagens em formato RAW com algum processamento computacional, isto é, juntando várias imagens capturadas pelas cameras do iPhone 12 Pro, usando o software Deep Fusion, Smart HDR e aplicando redução de ruído, tens uma imagem que, embora com um pouco de processamento, te proporciona uma margem de edição semelhante à de uma fotografia em formato RAW.

Créditos: Apple

Pensa no formato ProRAW como um ponto inicial cómodo para começares a editar a tua fotografia. É uma ferramenta adequada para pessoas que não têm qualquer experiência a manipular imagens em formato RAW.

ProRAW é o futuro?

Os smartphones de hoje em dia tiram fotografias incríveis, no entanto, ainda não conseguem competir com câmaras DSLR em termos de fidelidade e qualidade das fotografias e o formato ProRAW não vai mudar isso.

É certamente um grande passo na evolução da fotografia em smartphones e proporciona ferramentas para os utilizadores aprofundarem os seus conhecimentos em edição de imagens contando com o apoio de fotografia computacional.

O que achas deste novo formato desenvolvido pela Apple? Deixa a tua opinião nos comentários.