Coisas assustadoras que o smartphone sabe sobre ti

Coisas assustadoras que o smartphone sabe sobre ti

O teu telefone sabe mais sobre ti do que o computador, mas fazes o que é necessário para protegê-lo?

Redação iFeed
∙ 3 minutos de leitura

De acordo com o Statista, 70% dos utilizadores da internet em todo o mundo têm usado mais os seus smartphones como consequência direta da pandemia global de COVID-19. O aumento significativo do tempo em frente aos ecrãs levanta não apenas questões de saúde, como problemas no pescoço e nos olhos, mas também questões de segurança e privacidade.

“Hoje, usamos os smartphones para tudo o que faríamos nos nossos computadores — vídeochamadas, compras online, transferências bancárias, enviar fotos, assinar documentos e muito mais,” explica Daniel Markuson, um especialista em privacidade digital da NordVPN. “No entanto, muitos utilizadores de mobile ainda não sabem o quão arriscadas são algumas das atividades, já que os nossos dispositivos carecem de proteção forte contra o crime cibernético.”

O especialista aponta 8 coisas cruciais que o smartphone sabe sobre ti. Mas não entres em pânico ainda — continua a ler para conhecer medidas de precaução simples que podes adotar para proteger o teu dispositivo e as informações que ele contém.

O que sabe o teu smartphone?

  1. Localização num determinado ponto. Várias apps, como mapas, solicitam acesso aos serviços de localização no teu smartphone, pelo que este rastreia a tua localização o tempo todo;
  2. As passwords. Quase todas as apps num smartphone precisam de registo, sem mencionar as várias lojas e serviços online nos quais fazemos login frequentemente a partir dos nossos equipamentos;
  3. As tuas informações de pagamentos, morada e contactos quando fazes compras a partir do smartphone;
  4. Sobre o que falas. Os assistentes virtuais, como a Siri da Apple, a Alexa da Amazon e o Assistente da Google, podem estar a gravar os teus assuntos privados e até mesmo a armazenar essas informações;
  5. Os teus movimentos. Os smartphones estão equipados com um acelerómetro e um giroscópio, que medem o teu movimento físico, orientação e rotação angular para fornecer às apps de saúde e de desporto uma imagem muito precisa dos teus movimentos, como sentado, em pé, a andar, curvado, etc.
  6. Os teus dados biométricos. O smartphone reconhece o teu rosto e a tua impressão digital para identificação e controlo de acesso;
  7. Todas as informações importantes que forneces ao Google. O gigante tecnológico está a usar as suas pesquisas e histórico de navegação nos seus próprios sites (como o YouTube) para saber sobre os teus dados demográficos e interesses pessoais para fins publicitários;
  8. Metadados de fotos. Uma foto que envies a alguém ou coloques online a partir do teu telefone revela o modelo específico em que tiraste a fotografia, assim como a localização e hora.

Como deves proteger o teu smartphone?

Se te sentes vulnerável pelo facto do teu smartphone saber quase tudo sobre ti, existem alguns procedimentos simples que podes adotar para manter os teus dados seguros caso o teu dispositivo seja hackeado ou o tenhas perdido.

Em primeiro lugar, há muito que podes fazer manualmente. As apps pedem sempre permissão para aceder aos teus contactos, câmara, microfone e localização, apesar de algumas poderem funcionar sem esses acessos. Não aproves estas solicitações sem as questionar, e provavelmente evitarás que os rastreadores espreitem as tuas informações privadas.

Desliga sempre o Wi-Fi e o Bluetooth do teu dispositivo quando não estiveres a usá-los para impedir o telefone de procurar potenciais conexões.

“Muitos utilizadores de smartphones que se ligam a uma rede Wi-Fi pública não sabem que os seus dados privados podem ser intercetados e roubados,” diz Daniel Markuson. “Uma boa forma de se proteger dos riscos das redes públicas é usar uma VPN, que vai encriptar o seu tráfego online e escondê-lo de qualquer pessoa que tente intercetá-lo.”

Além disso, ativa a autenticação de dois fatores para as tuas contas online e apps no teu smartphone sempre que possível. Descarrega um gestor de passwords para gerar passwords únicas para diferentes registos e armazená-las de forma segura num cofre encriptado.

Em relação às informações que as fotos no teu smartphone apresentam, podes desativar a identificação geográfica (geotagging) nas configurações de privacidade. E a melhor maneira de protegeres as tuas fotos privadas de hackers e stalkers é armazená-las numa cloud encriptada, como a NordLocker. Em caso de acidente, nenhuma pessoa estranha conseguirá aceder às tuas fotos e você conseguirá recuperá-las facilmente.

Artigo redigido pela NordVPN

A tua subscrição no iFeed foi efetuada com sucesso.
Bem-vindo de volta! Iniciaste sessão com sucesso.
Perfeito! O teu registo foi concluído com sucesso.
O teu link expirou
Parabéns! Verifica o teu e-mail e utiliza o link para iniciar sessão.