• Home
  • Dicas
  • Freeform: tudo sobre a nova aplicação da Apple
Freeform: tudo sobre a nova aplicação da Apple
Pedro Alves

Freeform: tudo sobre a nova aplicação da Apple

A aplicação Freeform foi pela primeira vez mencionada na WWDC de 2022, no entanto o seu lançamento final apenas teve lugar com a chegada do iOS e iPadOS 16.2, a par do macOS Ventura 13.1. Mas, afinal, o que faz e para que serve esta nova aplicação desenvolvida diretamente pela Apple? É isso que vamos esclarecer, e no final temos a certeza que ficarão com uma perspetiva mais nítida no que diz respeito ao potencial da Freeform.

O que é a Freeform?

Como o próprio nome indica, a Freeform proporciona aos utilizadores um espaço criativo livre, aberto a toda e qualquer temática, mas acima de tudo colaborativo. É, por assim dizer, um quadro em branco, pronto a receber o conteúdo que lá pretendermos colocar, seja de que natureza for.

Desde notas a links, passando por ficheiros, texto, gráficos, fotos e vídeos, tudo é passível de aparecer num quadro da Freeform. Os utilizadores de iPad têm direito a um extra, que é a possibilidade de usar uma Apple Pencil para desenhar diretamente nesta aplicação.

Como utilizar a Freeform?

Em tudo o que é desenvolvido pela Apple, a simplicidade de utilização ocupa um lugar de destaque. Ora, a Freeform não é exceção a esta regra.

Primeiramente, convém esclarecer que o termo "quadro" faz referência ao espaço em branco onde colocamos e criamos o nosso conteúdo. É, por assim dizer, o ponto fulcral desta aplicação. Como analogia, a folha de cálculo está para o Numbers (ou para o Excel) assim como o quadro está para a Freeform.

Após abrir a aplicação, seja em que dispositivo for, vamos ser brindados com um ecrã que nos apresenta os nossos quadros já criados (se existirem), e em cada um deles temos a opção de mudar o nome, partilhar, duplicar, marcar como favorito, entre outras, tudo acessível com um simples clique com o botão direito do rato (ou gesto compatível no trackpad).

No topo residem os botões de criação de um novo quadro, ao lado dos utilizados para mudar a vista dos quadros existentes.

Vamos passar agora à parte mais interessante, que é a criação do quadro em si. Como podem verificar, são cinco as ferramentas que aparecem no topo dos quadros, sendo que cada uma delas permite despoletar ou adicionar um conteúdo diferente.

Seguindo a ordem dos ícones, podemos então:

  • adicionar uma nota adesiva;
  • escolher uma forma (das centenas à disposição) ou desenhar uma de raiz;
  • inserir uma caixa de texto;
  • escolher uma fotografia, um vídeo ou um link;
  • escolher um ficheiro, de qualquer tipo.

Uma passagem rápida por todas estas ferramentas permitiu-me criar este quadro bastante simples (pois é apenas para efeitos demonstrativos) mas ao mesmo tempo eclético:

Convém ter em consideração que absolutamente todos os elementos são personalizáveis em diversos aspetos, tais como cor, forma, tamanho, transparência (no caso das formas), posição no quadro, etc. As possibilidades são infinitas.

Falando das formas, é de realçar a grande quantidade que está disponível para utilização, partindo dos mais variados temas:

Importa referir que, por uma questão de formatação, as imagens deste artigo foram capturadas a partir de um Mac, no entanto as versões da Freeform para iPad e iPhone são em tudo semelhantes, não existindo qualquer curva de aprendizagem a considerar entre dispositivos. Aliás, para comprovar a interação existente entre equipamentos diferentes dentro da mesma conta do iCloud, a Freeform para Mac conta com uma opção que permite que desenhemos algo no ecrã do iPhone, com o dedo, sendo que, após finalizado, esse desenho aparece automaticamente no quadro que estiver aberto no Mac.

Para isto ser possível, apenas temos de habilitar a aplicação Freeform nas definições do iCloud dos nossos equipamentos. Basta efetuar esta ação uma única vez em cada um.

No final, quando estivermos satisfeitos com o nosso quadro, podemos imprimir o mesmo, ou guardar como PDF para partilha posterior.

Freeform como ferramenta de trabalho colaborativa

Uma das grandes vantagens desta aplicação é a sua componente colaborativa. Na prática, existe a possibilidade de várias pessoas trabalharem e contribuírem dentro do mesmo quadro, alargando assim o leque de possibilidades desta ferramenta, e fomentando a troca de ideias em tempo real entre todos os intervenientes.

Para isso, basta aceder às opções do quadro que se pretende partilhar, selecionar a opção "Partilhar", e escolher as opções que forem mais convenientes; após isto, é só enviar o convite ao colaborador pretendido, recorrendo ao mesmo ecrã.

Quando duas ou mais pessoas estiverem a mexer num quadro ao mesmo tempo, é visível um marcador na zona que estiver a ser alterada naquele momento por outro contribuidor.


A Freeform é restrita ao ecossistema Apple, o que pode ser uma limitação para algumas equipas de trabalho. No entanto, tem a seu favor a versatilidade e facilidade de utilização, aliado ao facto de ser gratuita. Só o tempo dirá se esta aplicação terá sucesso, no entanto consideramos que está no bom caminho, desde que a Apple não deixe o seu desenvolvimento cair por terra.

Pedro Alves profile image Pedro Alves
Publicado a
Dicas