Mudança de planos! Afinal, o Stage manager também estará disponível em iPads mais antigos

Mas atenção que há restrições na mesma relativamente a modelos compatíveis e ao que esses modelos agora compatíveis poderão fazer com o recurso!
Escrito por André Fonseca e
1 min de leitura
Mudança de planos! Afinal, o Stage manager também estará disponível em iPads mais antigos
Publicidade
Publicidade

O novo iPadOS 16(.1) continua em testes a par do macOS Ventura, estando o lançamento destes dois previsto para acontecer em outubro. E como resultado dos testes e principalmente do feedback dos seus utilizadores, a fabricante de Cupertino acaba de fazer um importante anúncio que vai provavelmente acalmar a fúria que muitos faziam ouvir há meses sobre o iPadOS 16, desde a apresentação do software na WWDC 2022.

A Apple acaba de anunciar ao Engadget que está a recuar no requisito do Stage manager só poder funcionar em iPads com o processador M1.

"Introduzimos o Stage Manager como uma maneira totalmente nova de multitarefa com janelas sobrepostas e redimensionáveis no iPad e em um monitor externo, com a capacidade de executar até oito aplicações ao vivo de uma só vez. Oferecer esse suporte a vários ecrãs só é possível com toda a potência dos iPads baseados no processador M1. Os clientes com iPad Pro de 3ª e 4ª geração expressaram forte interesse em poder experimentar o Stage Manager nos seus iPads. Em resposta, as nossas equipas trabalharam duro para encontrar uma maneira de fornecer uma versão de ecrã único para esses sistemas, com suporte para até quatro aplicações ao vivo de uma só vez."

Agora, a Apple diz que vai permitir o funcionamento do seu novo recurso com até 4 aplicações abertas em dispositivos mais antigos, nomeadamente nos modelos do iPad Pro com os processadores A12X (modelos de 2018) e A12Z (modelos de 2020), em vez de apenas modelos de iPad com o processador M1. No entanto, nestes modelos mais antigos o utilizador não poderá estender o Stage manager e as aplicações abertas neste modo para um monitor externo.

Que grande reviravolta esta! Mas sinceramente não me admira, até porque temos visto que a Apple dá cada vez mais ouvidos aos seus utilizadores e esta é precisamente a prova disso.

Publicidade
Publicidade
Partilhar artigo