• Home
  • Dicas
  • O iPhone 13 ainda vale a pena em 2024?
O iPhone 13 ainda vale a pena em 2024?
Pedro Alves

O iPhone 13 ainda vale a pena em 2024?

O iPhone 13 foi lançado no final do ano de 2021, acompanhado não só da versão mini, mas também dos modelos de topo habituais: Pro e Pro Max. Sendo um equipamento ainda relativamente recente, é natural que, aos dias de hoje, permaneça no catálogo oficial de vendas da Apple, o que por si só é uma mais valia e um garante de longevidade. Por outro lado, temos de ter em consideração que este smartphone possui já cerca de três anos no mercado, e já foram lançados entretanto dois modelos sucessores. Com isso em mente, será que, mesmo assim, o iPhone 13 ainda vale a pena em 2024? É isso que vamos descobrir.

Começando pelo óbvio, e por aquilo que salta primeiramente à vista de todos, temos de falar no design. Em abono da verdade, o iPhone 13 é praticamente indistinguível face ao seu sucessor direto (iPhone 14), o que pode ser bastante atrativo para todos aqueles que querem passar a impressão que possuem uma máquina recente da Apple, mas sem pagarem um preço mais caro. Neste caso, o iPhone 13 cumpre na perfeição esse papel. A qualidade de construção é, como habitualmente, de topo, assim como os materiais utilizados.

O ecrã denominado Super Retina XDR mede 6,1", e é um OLED com brilho máximo de 1200 nits. O seu ponto fraco reside na ausência de elevada taxa de atualização, ficando-se pelos normais 60 Hz... A qualidade é notável, e prova disso é que este componente é comum ao iPhone 14.

13 Midnight

A dupla de câmaras de 12 MP é capaz de resultados excelentes, e ainda bastante relevantes atualmente, quer em fotografia, quer em vídeo. No que à bateria diz respeito, podemos contar com um dia de utilização confortável, embora este aspeto seja bastante relativo e dependente da utilização dada ao smartphone. Na hora de a carregar, a presença de MagSafe vai auxiliar todos os amantes deste tipo de acessórios.

Inevitavelmente, temos de falar do elefante no meio da sala: o chip utilizado, neste caso o A15 Bionic. Na verdade, a polémica de utilização deste poderoso processador não recai sobre o iPhone 13, mas sim sobre o iPhone 14, que também tira proveito dele... Apesar do A15 Bionic ser extremamente capaz de, ainda hoje, bater de frente com o mais potente processador para Android, os fãs da Apple não gostaram de ver este "cromo repetido" no sucessor... Como resultado, este fator, por si só, quase que garante a resposta à pergunta do título: sim, o iPhone 13 não só vale a pena em 2024, como provavelmente é a compra mais inteligente para quem não pretende adquirir o topo de gama (iPhone 15).

Até podem achar exageradas as menções ao iPhone 14 num artigo dedicado ao 13, no entanto a comparação entre ambos é inevitável. A diferença de preços anda entre os 100€ e os 200€, com vantagem para o modelo mais antigo e dependendo do local de venda, e o pagamento do valor extra dá aos compradores o direito de receberem o SOS de emergência por satélite, câmara e bateria irrisoriamente melhoradas, e um núcleo extra de GPU no tal chip A15 Bionic partilhado pelos dois smartphones. Não achamos que tais distinções mereçam o valor extra pedido por elas.

O iPhone 13 é um smartphone que merece ser considerado, pois é e será uma opção bastante válida durante alguns anos. A par dele temos de mencionar também a versão mini, que entretanto foi descontinuado e que não tem qualquer concorrência no mercado atual, e que oferece tudo o que o 13 "normal" tem à disposição, num corpo bem mais pequeno e agradável de utilizar. Se estiveres inclinado para um telefone mais pequeno e apanhares um "resto de stock"... Aproveita. O conselho está dado, daqui para a frente a escolha é tua.

Pedro Alves profile image Pedro Alves
Publicado a
Dicas