Portugal está entre os 20 países mais viciados em smartphones

Portugal está entre os 20 países mais viciados em smartphones

Há rankings em que é bom marcar presença, mas há outros que deveriam simplesmente passar-nos ao lado...

2 mins de leitura
PUB

Um estudo recente mediu o nível de adição da população de grande parte dos países do mundo para com os smartphones. Este estudo relacionou o número de horas que as pessoas passam diariamente a olhar para estes aparelhos, tendo em conta o tempo em que estão acordadas. Os resultados falam por si.

Conforme é possível observar, os portugueses passam mais de 22% das horas em que estão acordados a olhar para o ecrã dos seus smartphones. Isto representa uma grande quantidade do tempo útil diário. É preocupante.

De forma a tornar mais facilmente mensurável a dimensão desta taxa, façamos um pequeno exercício meramente ilustrativo: tendo o dia 24 horas, e se passarmos 8 dessas horas a dormir, sobram 16 horas acordados. Destas últimas, cerca de 3 horas e meia (22,47%) são passadas a olhar para o smartphone, e 8 a trabalhar; isto deixa-nos apenas com 4 horas e meia para todas as restantes tarefas do dia, como por exemplo as refeições, o tempo gasto em deslocações, os hábitos de higiene, o convívio com o próximo, entre outras pequenas coisas que vamos fazendo ao longo da jornada diária.

Ainda assim, há quem esteja pior que nós. Portugal situa-se então no 17º posto deste ranking, que é liderado pelas Filipinas (32,53%), seguido do Brasil (32,46%) e da África do Sul (31,52%).

Mas as coisas ficam ainda piores se juntarmos também o tempo gasto a olhar para o ecrã de tablets e computadores:

Neste caso, os portugueses gastam mais de 46% das suas horas acordados com os olhos nalgum ecrã. Pegando no exemplo acima, em que estamos acordados 16 horas diariamente, esta taxa representa a quase totalidade do tempo em que não estamos a trabalhar.

Isto dá muito em que pensar...

PUB