Sem dor de cabeça: aprende a recuperar ficheiros apagados acidentalmente no Mac

Aprende a evitar que a perda de dados importantes se torne num pesadelo.
Escrito por Redação iFeed e
3 mins de leitura
Sem dor de cabeça: aprende a recuperar ficheiros apagados acidentalmente no Mac
Publicidade
Publicidade

Um ponto central das últimas duas décadas é que passamos a depender dos canais digitais mais do que nunca: de videoconferências do trabalho até aos estudos das crianças na escola, diversas atividades trocaram o papel e caneta por um ecrã e teclado. As vantagens das tecnologias modernas são inegáveis, a conveniência e praticidade do mundo digital são essenciais para o quotidiano, e os arquivos eletrónicos permitem uma série de recursos importantes.

No entanto, algumas desvantagens também podem aparecer, e uma das principais dores de cabeça é o clássico pesadelo de perder acidentalmente um documento importante: um TPC que estava numa pendrive que foi formatada sem querer, um disco rígido que corrompeu e perdeste as tuas fotografias, uma folha de cálculo importante da empresa que foi apagada da reciclagem. Será que é possível recuperar os dados importantes que foram apagados do computador? A resposta é sim, e podes saber aqui como.

Evitando a perda de ficheiros

Antes de mais nada, é importante reforçar que alguns hábitos simples e o uso de soluções mais eficientes disponíveis atualmente conseguem impedir o problema de ficheiros perdidos acidentalmente. Este ponto é importante, pois embora seja possível recuperar os ficheiros perdidos, o processo não é garantido e nem sempre todos os dados voltam ao normal; por isso, a máxima é que a prevenção é melhor do que tentativas de remediar.

A primeira linha de defesa para resolver este problema é o uso de backups na nuvem. Para utilizadores do macOS e do ecossistema Apple em geral, o iCloud é uma solução conveniente e integrada ao sistema - basta ativares o recurso nas definições do Mac e garantir que a tua conta Apple possui um plano de assinatura de armazenamento suficiente para os teus dados. O sistema automaticamente fará cópias de fotos, vídeos, bibliotecas, e até documentos armazenados no iCloud Drive. Tudo isso pode ser acedido a partir de outros aparelhos através da tua conta, e há um período de 30 dias para recuperar dados apagados. Por se tratar de um sistema de cópias automáticas, o utilizador conta com essa proteção sem precisar de se lembrar de realizar backups. É importante, no entanto, criar uma password segura e não a esquecer. A pesquisa da ExpressVPN mostra que os utilizadores gastam horas a recuperar as suas contas e senhas, tempo precioso quando estamos a recuperar ficheiros importantes. Um gestor de passwords pode ajudar a manter a conta protegida.

Outro recurso nativo do macOS é o Time Machine, sistema de backups extremamente robusto que utiliza um HD externo, HD ligado via rede ou partição no disco rígido principal do sistema, para constantemente armazenar versões antigas dos documentos salvos. O Time Machine é extremamente interessante pela sua versatilidade: não é possível apenas recuperar ficheiros inteiros, mas também versões específicas de cada arquivo. Por exemplo, se acidentalmente guardares uma alteração numa folha de cálculo, o Time Machine permite reverter ao estado anterior, ou à versão da semana passada, ou até do mês anterior.

Recuperar dados apagados no macOS

Se os documentos já foram perdidos e não há nenhuma cópia de segurança, ainda é possível tentar realizar uma recuperação de ficheiros. Isso acontece pois, ao apagar um documento num computador, os dados não desaparecem imediatamente: o sistema apenas marca o espaço ocupado pelo documento como disponível para futuras gravações. Por isso, uma dica preciosa é não criar novos documentos e usar a máquina o mínimo possível para aumentar as chances de recuperação do ficheiro.

Depois será necessário utilizar uma app de recuperação de dados. Este tipo de software faz uma análise aos setores do disco rígido ou SSD em busca de dados e usa uma tabela para reconstruir o documento perdido, permitindo a sua recuperação. Há alternativas pagas e gratuitas, com uma grande variedade de recursos - algumas são específicas para recuperação de imagens, por exemplo, enquanto outras podem não funcionar corretamente em pendrives ou discos externos formatados em FAT32. As alternativas incluem: o Disk Drill, PhotoRec, e o DM Disk Recover.

Se mesmo com o uso destes programas os dados não forem encontrados, é possível enviar a máquina para assistências especializadas em recuperação de dados. Nesse caso, técnicas mais avançadas utilizando sistemas específicos ou até mesmo extração de dados diretamente do hardware poderão recuperar grande parte dos documentos, apesar do preço alto.

Publicidade
Publicidade
Partilhar artigo