Studio Display traz suporte a recursos inexistentes em Macs mais antigos!

Recursos bem úteis, diga-se de passagem.

O Studio Display pode ser um monitor controverso, mas ninguém lhe pode tirar o mérito de ser assunto de conversa no mundo da tecnologia há vários dias.

O seu preço elevado, como também o facto de utilizadores de Macs mais recentes não lhe reconhecem grande utilidade, dominam as críticas. A sua problemática câmara FaceTime também tem dado que falar... Apesar da Apple já ter prometido corrigir o problema numa atualização de software que deverá sair em breve.

A realidade é que para muitos utilizadores de Macs mais antigos ele é uma tentação díficil de resistir, porque sabem que vem acrescentar funcionalidades só existentes em computadores mais recentes.

O seu processador A13 Bionic (sim, se ainda não sabias o Studio Display tem um processador a alimentar todas as suas funcionalidades!) é poderoso o suficiente para vir acrescentar recursos como a interação do comando por voz “Hey Siri”, o suporte ao áudio espacial e ao center stage, que é uma nova tecnologia da Apple que deixa o utilizador sempre centrado durante as vídeochamadas.

Claro está que para usares o Studio Display num modelo de Mac mais antigo tens de verificar se ele é compatível.

Lista de Macs compatíveis com o Studio Display

O Studio Display é compatível com os seguintes modelos de Mac com o macOS Monterey 12.3 ou posterior instalado:

  • Mac Studio (2022)
  • MacBook Pro de 16 polegadas (2019 ou posterior)
  • MacBook Pro de 14 polegadas (2021)
  • MacBook Pro de 13 polegadas (2016 ou posterior)
  • MacBook Pro de 15 polegadas (2016 ou posterior)
  • MacBook Air (2018 ou posterior)
  • Mac mini (2018 ou posterior)
  • Mac Pro (2019 ou posterior)
  • iMac de 24 polegadas (2021)
  • iMac de 27 polegadas (2017 ou posterior)
  • iMac de 21,5 polegadas (2017 ou posterior)
  • iMac Pro (2017)