• Home
  • Notícias
  • Substituíste o ecrã do teu iPad e agora o Apple Pencil funciona mal? Não és o único
Substituíste o ecrã do teu iPad e agora o Apple Pencil funciona mal? Não és o único
Miguel Valente

Substituíste o ecrã do teu iPad e agora o Apple Pencil funciona mal? Não és o único

Aqui temos uma nova oportunidade para questionar a Apple sobre os direitos que possuímos após a aquisição de um dos seus produtos. Mais especificamente no que a reparações diz respeito... Será que temos a liberdade de reparar os nossos iDevices em qualquer local? Devíamos ter! Mas, aparentemente, a Apple não gosta disso...

A Forbes recentemente trouxe à tona um problema com as reparações de ecrãs das duas últimas gerações do iPad Pro (2021 e 2022). O problema foi inicialmente identificado e comunicado pela iCorrect, uma empresa de reparações do Reino Unido. Parece que, se partires o ecrã do teu iPad e fores substituí-lo numa assistência técnica não oficial, perderás a funcionalidade de precisão do Apple Pencil, independentemente do ecrã instalado pelo reparador terceirizado ser autêntico.

Este problema parece estar relacionado com o facto dos ecrãs instalados de fábrica em cada um dos modelos mencionados conter um chip que designa um número de série para o ecrã, que é associado à placa lógica. Ao instalar um ecrã diferente (mesmo que original, volto a referir), é gerado um novo número de série para o ecrã e, consequentemente, a placa lógica não o consegue reconhecer e por isso pode limitar algumas funcionalidades do componente ou até mesmo do dispositivo. No caso em questão, a única limitação a ser descrita é mesmo a precisão do Apple Pencil.

A solução para a reparação está na extração desse chip do ecrã original do iPad e substitui-lo no ecrã novo. A questão é que... Não é nada simples de se fazer...

Assim como faz com as baterias no iPhone, onde baterias não genuínas ou reparações feitas por técnicos não qualificados resultam na impossibilidade de obter informações sobre o estado da bateria, a Apple pode estar a limitar os recursos de precisão do ecrã em relação ao Apple Pencil, para desincentivar os seus clientes a procurarem centros de assistência não oficial em situações de reparações.

Contudo, isto pode ser apenas um erro de software, como aconteceu em 2021 com o iPhone 13 e reparações de ecrã que desativavam o Face ID. Vamos ver se, tal como nesse caso, se trata de um bug em que a Apple corrigiu através de uma atualização de software, ou se a empresa vai admitir que é realmente uma falha intencional... Resta-nos aguardar os próximos desenvolvimentos.

Miguel Valente profile image Miguel Valente
Publicado a
Notícias