• Home
  • Rumores
  • iRing: para quando um anel inteligente da Apple?
Desing de um possível iRing.
Miguel Valente

iRing: para quando um anel inteligente da Apple?

A poucos dias do lançamento de uma das maiores revoluções tecnológicas dos últimos anos - o Apple Vision Pro -, os mais recentes rumores apontam já noutra direção, recuperando os alegados planos da gigante da maçã para um anel inteligente.

Para quando um iRing?

Como foi anunciado recentemente, a Samsung planeia lançar um anel inteligente num futuro próximo, antes até do final deste ano, o que é um forte indício de que este mercado pode começar a ganhar força.

A Apple, apresentando-se como líder de mercado na tecnologia de saúde - com o Apple Watch -, pode olhar este lançamento da Samsung com bons olhos, já que se trata de uma oportunidade de expansão e diversificação. Porém, caso a gigante da maçã apresente, de facto, um produto desta natureza, terá que acreditar de antemão que tem qualidade suficiente para entrar no seu ecossistema.

Captura de ecrã do anúncio do Galaxy Ring.
Samsung

A verdade é que, segundo os rumores, na última década, a Apple tem considerado seriamente a possibilidade de criar o seu próprio anel inteligente, o iRing. As alegações são sustentadas por várias patentes e solicitações de aplicações apresentadas ao longo dos anos.

As patentes em causa descrevem, em alguns casos, algo como um mini Apple Watch que seria usado no dedo. Embora pequeno, o dispositivo apresentava uma tela sensível ao toque e vários outros elementos. Em 2019, a gigante de Cupertino obteve até uma patente de continuação com base na mesma ideia, demonstrando o seu compromisso no desenvolvimento de um produto nesta linha.

Embora o mercado de anéis inteligentes ainda seja relativamente pequeno em comparação com o dos smartwatches, caso a Apple se junte à Samsung na corrida pelo melhor produto (e a procura acompanhe o investimento), tem tudo para crescer exponencialmente nos próximos anos. O sucesso do Oura Ring, por exemplo, demonstra uma procura real por dispositivos mais discretos que posam fazer o rastreio da saúde e da condição física.

Assim, o futuro dos anéis inteligentes dependerá da inovação trazida pelas fabricantes e da recetividade do mercado. Se a Samsung e a Apple conseguirem oferecer produtos com um desempenho sólido e que melhorem significativamente a vida do seu utilizador, podemos estar prestes a testemunhar mais uma revolução na forma como interagimos com a tecnologia.

Queres mais novidades da Apple? Tens tudo aqui no iFeed:

Miguel Valente profile image Miguel Valente
Publicado a
Rumores