TV & Casa: a nova categoria criada pela Apple

TV & Casa: a nova categoria criada pela Apple

Rendes-te ou não à ajuda que a Siri te pode dar dentro de casa? Mas tens também que preparar o mindset... e a carteira.

Gonçalo Antunes de Oliveira
∙ 6 minutos de leitura

Para quem assistiu, até parece que o evento Apple Unleashed consistiu "apenas" na aprentação dos brutais MacBook Pro e da nova geração dos AirPods. Quase que foi mesmo isso. Mas, embora minimalista, a Apple nunca se fica apenas pelo que se vê. Há muitas camadas subtis subjacentes a toda a sua brilhante estratégia de mercado.

Hoje venho falar-vos do novo separador "TV & Casa", que surgiu aquando da remodelação do website da Apple no seguimento dos lançamentos que indiquei acima.

Separador no website Português | Fonte: Apple
Separador no website Português | Fonte: Apple

Como é evidente, não posso pegar por aqui. Isto é redundante e o separador em Portugal deveria chamar-se Apple TV. Mas vamos onde interessa: o website dos Estados Unidos.

Separador no website Americano | Fonte: Apple
Separador no website Americano | Fonte: Apple

Ok, assim já posso escrever sobre o assunto. Enquanto que em Portugal nada existe na abertura, na página da versão anglo-saxónica, surge imediatamente este texto introdutório:

O futuro chega-nos a casa
Basta ligar os seus dispositivos favoritos e transformar a sua casa numa casa incrivelmente inteligente, conveniente e divertida. Controle luzes, fechaduras e termostatos com seu iPhone - ou apenas com a sua voz. Toque qualquer música, em qualquer sala, a partir de qualquer lado. E eleve a sua noite de cinema com imagem e som semelhantes aos de uma sala de cinema. Tudo com a segurança e privacidade da Apple.

Sim. É verdade. Felizmente, e depois de um longo período de tempo em que geri meticulosamente o meu orçamento mensal, consegui quase alcançar este conceito precozinado pela Apple. Quase, porque o projeto ainda não terminou. Pesa muito na carteira, e por isso tem que se ir fazendo numa perspetiva de longo prazo.

Apesar de ter que falar em inglês para a Siri e de procurar os produtos necessários para a concretização do meu "plano de smartificação" da casa nos mais variados fornecedores, posso dizer-vos que não é nada difícil encontrar tudo no nosso pequeno Portugal.

E que interessante se torna todo esse processo. À medida que fui adquirindo isto e aquilo, absorvi e aprendi, deixando, no fundo, que a minha própria casa me mostrasse aquilo que é preciso e o que não é. Por muito que se pense que tudo pode ser delilineado a priori, tal como se deve fazer em qualquer coisa que se planeie, há sempre mudanças e adaptações a fazer ao longo do caminho.

Bom, e o que tem afinal Apple para a nossa casa no seu website?

Aplicação Home

Fonte: Apple
Fonte: Apple

A nossa querida empresa da maçã resume-a num pequeno texto, dizendo que com esta app consegues controlar tudo na tua casa. Claro está, tudo o que seja compatível com o HomeKit. Mas confirma-se.

O engraçado é que se vê que isto está só no início. A app é muito simples, quando comparada com a panóplia de opções existentes nas apps das marcas das lâmpadas, câmaras de segurança, estores, etc.,

E, como que por magia, todas as marcas (repito: compatíveis) passam a falar na mesma língua, quase fazendo que nem nunca mais nos lembramos que as apps nativas também podem ser necessárias.

Também é preciso lembrar que, sendo a Apple um símbolo de qualidade, é do maior interesse de várias empresas tornar os seus produtos compatíveis com o HomeKit. E falo mesmo de grandes empresas de retalho de mobiliário para a casa.

Convém, no entanto, estar muito atento aos produtos que apregoam compatibilidade, destacando o logotipo da maçã, quando na realidade (sim, está lá escrito) são apenas compatíveis com os Shortcuts da Apple. Não é a mesma coisa. Os Shortcuts são uma funcionalidade muito boa, mas enquanto ponto de desenvolvimento do HomeKit, que centraliza tudo na app. Mas sobre eles falarei noutra crónica dedicada ao funcionamento de tudo isto.

HomePod Mini

Fonte: Apple
Fonte: Apple

No evento acima referido, surgiram estas três novas cores que aqui se podem ver à frente das tradicionais branca e preta.

Assim que o HomePod Mini foi anunciado há algum tempo, fiquei imediatamente desejoso de o comprar. Uma coluna dotada de excelente qualidade de som com a Siri embutida por €99 constitui uma boa oportunidade. Sobretudo tendo em conta o preço proibitivo da já descontinuada HomePod e o facto de a sua variante Mini poder emparelhar-se com outra para criação de som em estéreo, ainda por cima agora, em formato Lossless.

E se era difícil compra-la, agora já não é! Façam uma pequena busca na Internet e rapidamente perceberão que, por muito que a Apple não facilite, é simples chegar a ela. E os senhores da maçã até acabam por agradecer o nosso esforço, não é?

Bem, sarcasmo à parte, a Siri do HomePod Mini toma logo a dianteira sobre todos os restantes dispositivos Apple que tenhamos em casa. O que é óptimo, porque assim não temos que estar a gastar as suas baterias desnecessariamente. Para além do mais, digo-vos por experiência própria que, durante a sua residência no HomePod, a Siri tem ouvidos tísicos. Ouve tudo, mesmo que eu esteja noutra divisão. Claro que, com tudo em rede, devem haver ajudas espalhadas pelos vários microfones dos telefones, tablets e computadores da casa.

Apple TV

Fonte: Apple
Fonte: Apple

Vá. Não vou voltar a chatear com o meu artigo sobre a tãaaao diferente estratégia da Vodafone, que não disponibiliza os seus serviços numa app para a Apple TV em substituição da set-top-box, tal acontece a NOS e a MEO.

A Apple TV torna-se noutro ponto interessante capaz de centralizar não apenas a gestão da casa, mas também de todos os nossos serviços de streaming. E para quem já tenha um sistema de som como é o meu caso, a tal experiência de ir ao cinema alegada pela Apple é realmente bem descrita.

A minha velhota televisão LCD, que nem sequer é 4K, ganhou toda uma nova vida e frescura graças ao recente sistema de reequilíbrio de cores existente no tvOS 15. E é por isso que vos digo que isto só pode mesmo ser um projeto a longo prazo: sei que há muitas televisões compatíveis com o HomeKit. Só que, enquanto se pode comprar uma ou duas lâmpadas caras por mês, já para uma televisão a coisa é bem diferente.

Acessórios

Fonte: Apple
Fonte: Apple

Claro que esta imagem não é do website português. Mas dá para ver até onde se pode estender a influência da Siri. Ok. Meio assustador? Enquanto não ganhar a percepção filosofico-cinematográfica assente na ideia de que os Seres Humanos constituem um vírus a eliminar do Planeta Terra, a experiência é extraordinária.

Até onde?

Fonte: Apple
Fonte: Apple

Até onde a Apple quiser. E parece que até vai querer investir bem mais nesta área ainda sub-desenvolvida. Tal como vos disse no início desta crónica, o simples facto deste separador ter sido criado já diz muita coisa. Isso e terem contratado o engenheiro Afrooz Family (que havia trabalhado na Apple entre 2012 e 2016) para liderar a equipa de desenvolvimento do HomePod e similares.

No evento, a Apple lançou também um novo plano da Apple Music que, mais barato, assenta no uso exclusivo da Siri dispensando a necessidade de sequer tocar em qualquer dispostivo físico.

Andam também por aí rumores no âmbito de uma nova geração da Apple TV, que poderá vir a ser um híbrido com uma consola de jogos e/ou um híbrido entre um HomePod, uma Apple TV com ecrã e uma câmara FaceTime... assim uma espécie de iPad com som.

Seja lá o que Apple tenha reservado para a TV & Casa, torna-se claro que, com o enfoque que está a ser dado a esta área, para o futuro não se esperam produtos relativamente insignificantes quando comparados com as restantes áreas de negócio da empresa.

E tão giro que é ter a Siri sempre connosco. Desde que não nos incomode ou nos queira destruir enquanto espécie, esta era da digitalização em detrimento dos suportes físicos, se bem gerida, poderá tornar-se numa mudança de estilos de vida bem interessante.

A tua subscrição no iFeed foi efetuada com sucesso.
Bem-vindo de volta! Iniciaste sessão com sucesso.
Perfeito! O teu registo foi concluído com sucesso.
O teu link expirou
Parabéns! Verifica o teu e-mail e utiliza o link para iniciar sessão.