Apple lança app para Android capaz de identificar eventuais AirTags "espiões"

Achavas que os AirTags eram só para quem pode? A Apple assegurou-se que são mesmo para quem quer.
3 mins de leitura
Apple lança app para Android capaz de identificar eventuais AirTags "espiões"
Publicidade
Publicidade

Todos esperávamos há muito pelo lançamento dos AirTags. Já por aí havia muitos dispositivos análogos na concorrência, mas Apple é sempre Apple. Quem não adora ter estas lindas moedinhas no porta-chaves, na carteira ou na mochila a funcionar de modo totalmente integrado na app Find My?

Fonte: Apple
Fonte: Apple

De grande utilidade e profusamente testados, os AirTags têm servido inclusivamente para detetar fraudes em transportadoras, furtos de encomendas, furtos de automóveis e mesmo encontrar crianças perdidas. A Apple explica como funcionam:

O seu AirTag envia um sinal Bluetooth seguro que pode ser detetado pelos dispositivos da rede Encontrar que estão por perto. Estes dispositivos enviam a localização do AirTag para o iCloud. Só precisa de abrir a app Encontrar e ver o objeto perdido no mapa. Todo o processo é anónimo, encriptado para proteger a sua privacidade e é tão eficiente que não precisa de se preocupar com a autonomia da bateria ou com a utilização de dados.

Esta rede criada entre dispositivos Apple poderia comprementer a privacidade dos seus utilizadores. Mas a empresa da maçã pensou nisso e, claro, sublinhou de modo claro aquilo a que designa de Privacidade em Série:

A localização do AirTag só é conhecida por si e as informações e o histórico não ficam guardados. Os dispositivos que comunicam a sua posição também permanecem anónimos e os dados são totalmente encriptados. Nem a Apple conhece o local onde está o seu AirTag ou a identidade do dispositivo que ajuda a encontrá-lo.

Mas existem duas faces na mesma moeda. Usados para fins eticamente condenáveis, os AirTags podem ser utilizados para seguir pessoas sem que elas saibam. Escondidos numa mala ou debaixo de um tapete um carro, qualquer um pode ser seguido a qualquer momento. E claro, mais uma vez a Apple contemplou essa situação:

Fonte: Apple
Fonte: Apple
O AirTag foi concebido para evitar monitorizações indesejadas. Se o AirTag de outra pessoa for parar às suas coisas, o iPhone deteta que o leva consigo e envia-lhe um alerta. Caso não o encontre ao fim de algum tempo, o AirTag emite um som de aviso para saber onde ele está.
E se estiver com outras pessoas que também tenham um AirTag? Nos transportes públicos, por exemplo. Não há problema, porque os alertas só são ativados quando o AirTag é afastado do seu proprietário.

Então e no caso de utilizadores Android?

Há boas notícias! A par do recentíssimo lançamento do iOS 15.2, a Apple lançou a a app Tracker Detect de modo a assegurar que todos, mas mesmo todos estejam abrangidos pelas apertadas (e fundamentais) políticas de proteção de privacidade:

O Tracker Detect procura localizadores de objetos distantes dos seus proprietários que sejam compatíveis com a rede Find My da Apple. Esses localizadores de objetos incluem AirTag e dispositivos compatíveis de outras empresas. Se desconfia que alguém está a utilizar um AirTag ou outro dispositivo para rastrear sua localização, faça um scan o tentar encontrar.
Fonte: 9to5mac
Fonte: 9to5mac

O círculo está, portanto, completo. Pelo menos para a grande maioria dos utilizadores de smartphone. Já não tens desculpa para não comprar estes magníficos dispositivos, cuja utilidade não tem limites!

Podes fazer o download desta app para o teu Android AQUI.

Publicidade
Publicidade
Partilhar artigo