iMac de 24’’ com M1 desmontado pela iFixit

iMac de 24’’ com M1 desmontado pela iFixit

A iFixit, como de costume, já desmontou o iMac de 24’’ com chip M1. Sabe os detalhes e vê as imagens desta obra de engenharia.

João Valente
∙ 4 minutos de leitura

Os novos iMac M1 chegaram recentemente às prateleiras das lojas e a iFixit não perdeu tempo em desmontá-lo e inspecioná-lo à lupa para nos dar as suas conclusões do interior da mais recente obra de engenharia da Apple.

O modelo em Roxo, com 8 núcleos de CPU e GPU e 8 GB de memória RAM, foi o escolhido para ser desmontado pela empresa especializada em reparações.

O primeiro passo, antes de colocar mãos à obra e começar a desmontar o novo brinquedo, é fazer um Raio-X ao equipamento. Deste modo é possível perceber mais em pormenor qual a disposição dos seus componentes internos. Este passo permitirá evitar causar danos ao equipamento durante o processo de desmontagem.

Raio-X ao iMac de 24'' com processador M1 da Apple
Raio-X ao iMac de 24'' com processador M1

A partir do Raio-X é fácil de perceber as zonas mais importantes deste novo iMac com processador Apple M1, bem como as mais sensíveis.

Por debaixo do ecrã do iMac

O primeiro grande passo para entrar dentro do iMac mais recente é remover o ecrã que está colado com o que a equipa da iFixit afirma ser a "típica cola de iMac".

Depois do ecrã removido, é preciso tirar uns segundos para aproveitar a verdadeira obra de engenharia dentro deste novo modelo de all-in-one da empresa da Maçã.

Interior do iMac M1 da Apple.
Interior do iMac M1 da Apple. Fonte: iFixit

Passados os segudos de apreciação global desta magnífica obra, a imagem acima permite-nos perceber facilmente que este iMac, apesar de grande, tem bastante espaço vazio no seu interior.

Grande parte do circuito lógico do iMac encontra-se na secção inferior. Zona também onde estão colocadas as colunas e os coolers que mantêm o chip M1 o mais fresquinho possível.

São também visíveis duas baterias – típicas em computadores fixos – montadas em paralelo, uma placa de metal no centro, mesmo atrás do lopo da maçã trincada, que guarda as antenas para as comunicações sem fios.

O processador M1 e as placas de circuitos do iMac M1

O cérebro da máquina encontra-se numa pequena placa de circuitos na zona inferior, o chip M1, que engloba CPU, GPU, memória RAM e outros componentes importantes (mas não relevantes).

O calor produzido pelo chip é afastado pela placa de cobre que o cobre e removido com ajuda das duas ventoinhas em cada lateral da placa.

Apesar do cérebro estar naquela pequena placa de circuitos, um computador precisa de muitos outros chips secundários para que tudo desde ecrã, colunas, ligações sem fios (Wi-Fi, Bluetooth, etc.) e ligações com fios (Thunderbolt, Ethernet, etc.) funcionem. Alguns desses controladores encontram-se separados noutras placas de circuitos.

Áudio, adaptador de corrente e periféricos

Na apresentação deste iMac, a Apple focou bem a qualidade de som produzido não só pelas colunas deste iMac, como pelos seus diversos microfones capazes de produzir som com qualidade de estúdio.

Ah! A iFixit não se esqueceu da entrada de jack 3,5mm que teve de ser colocada na lateral por não caber em profundidade no iMac de tão fino que é.

O que também ficou de fora, mas não esquecido, foi o adaptador de corrente e a entrada ethernet, que passaram a ser externos e integrados juntos. Contudo, ficas já a saber que se o teu transformador se estragar, será impossível de o compor sem estragar o invólucro de plástico que o envolve.

A iFixit também procurou saber o quão fácil é remover o sensor Touch ID do novo Magic Keyboard colorido que vem juntamente com o iMac M1.

Touch ID no novo Magic Keyboard do iMac M1
Touch ID no novo Magic Keyboard do iMac M1

O que foi concluído pela iFixit é que cada sensor Touch ID está emparelhado com o seu Magic Keyboard original, pelo que poderá não ser trocado para outro teclado diferente.

Estas foram as primeiras impressões do iMac M1 desmontado e do seu interior. Elegante por dentro e por fora, este novo all-in-one é, contudo, uma amostra do que a Apple poderá conseguir fazer com o iMac. As próximas gerações do chip M1 trarão certamente melhorias significativas e virão mostrar o verdadeiro poder que a empresa da Maçã consegue colocar dentro de um all-in-one.

Ainda assim, é bastante satisfatório – e incrivelmente estranho – ver que este novo iMac e todo o seu poder de processamento estão guardados dentro de um espaço do tamanho de 2 iPads Pro sobrepostos, como mostrou a iFixit.

iMac M1 e dois iPads
iMac M1 e dois iPads

O que tens a dizer sobre este novo iMac? Partilha a tua opinião connosco nos comentários abaixo!

Eis outras publicações que vais adorar ler:
A tua subscrição no iFeed foi efetuada com sucesso.
Bem-vindo de volta! Iniciaste sessão com sucesso.
Perfeito! O teu registo foi concluído com sucesso.
O teu link expirou
Parabéns! Verifica o teu e-mail e utiliza o link para iniciar sessão.