Opinião - Dobráveis da Samsung são os melhores do mercado porque a Apple permite
  • Home
  • Opinião
  • Opinião - Dobráveis da Samsung são os melhores do mercado porque a Apple permite
Pedro Henrique Carvalho

Opinião - Dobráveis da Samsung são os melhores do mercado porque a Apple permite

PUB

A Samsung reservou o presente mês de julho para a apresentação dos novos Galaxy Z Fold6 e Z Flip6. Para quem não está familiarizado com os mesmos, tratam-se dos produtos sem concorrência direta da Apple no que a smartphones dobráveis diz respeito. 

Agora, a Samsung conta já com a sua sexta iteração de produtos foldable, para as duas linhas – Fold e Flip. A primeira linha é aquela que permite ao utilizador usar um telefone que se abre em formato de tablet, e a segunda que oferece a ergonomia de um smartphone com metade do tamanho quando este se encontra dobrado. 

Ora, mas onde é que entra a Apple no meio disto tudo? À partida, em lado nenhum. Infelizmente, tal como saberás, a empresa norte-americana não planeia apresentar nenhum dispositivo desse género brevemente. Pelo menos, não até 2027 ou 2028, de acordo com alguns rumores.

Apple planeia lançar o primeiro dobrável apenas em 2028...

Porém, a Samsung leva já larga vantagem em matéria de conhecimento e presença no mercado ao que a este form factor diz respeito. Ao fim de tantos anos, a empresa sul-coreana acaba por ficar com o lugar de destaque.

A Apple parece não ter interesse em concorrer com esse tipo de dispositivo, mantendo a atenção no iPhone e no iPad, separadamente, sem planos para algo que ficasse no meio desses. E a verdade é uma, perdem os utilizadores Apple que, desafortunadamente, não podem fazer muito mais do que aquilo que o ecrã de 6,1 ou 6,7 polegadas permite.

Numa altura em que é incontestável o quão desenvolvidos são os processadores presentes nos equipamentos Apple, é complexo pensar que a empresa não tiraria mais partido que qualquer outra na disponibilização de um equipamento dobrável no mercado. 

Ainda que seja certo que o iOS não está preparado para assumir esse papel devido à sua incapacidade no que concerne à produtividade, o mesmo não se pode dizer do iPadOS. Para muitos, se o iPadOS acaba por ser limitador para um iPad propriamente dito, o mesmo não seria afirmado se o software estivesse num iPhone Fold. 

É até inimaginável o que se poderia fazer com tais possibilidades. Para já, o mais perto que tens de um “ecrã” adicional – pela via do dobrável – é uma Dynamic Island e uma janela flutuante enquanto vês vídeos. É aí que termina a potência produtiva do iPhone aos dias de hoje.

Os Galaxy Z Fold continuam a ser os melhores e a concorrência diminuta...

Para além disso, e aqui é que se cria uma sensação agridoce, a Samsung aproveitou o lançamento dos Z Fold6 e Z Flip6 para apresentar uma versão aprimorada da Galay AI, totalmente integrada nos dispositivos. De acordo com a empresa sul-coreana, esta é capaz de proporcionar experiências únicas através de funcionalidades avançadas que tiram o máximo proveito do ecrã dobrável. 

No caso do Z Fold6, para além disso, o dispositivo traz consigo o Gemini da Google integrado, que promete facilitar o seu uso diário em tempo real. No entanto, o momento menos satisfatório e que à Apple poderia respeitar tem que ver com tudo o que não foi revelado a nível de recursos de AI, por parte da Samsung. 

Ora, mesmo com o Gemini e recursos Galaxy AI, a Apple Intelligence e o que a empresa de Tim Cook apresentou durante a WWDC 2024 pareceu muito mais promissor, relevante e pertinente para o dia a dia de um utilizador. 

Enquanto que a Samsung se focou nos recursos de AI em redor da caneta, da tradução em tempo real ou da edição de fotografias – algo que a Apple também fez –, acabou por não mostrar recursos que envolvam o dia a dia e rotina do utilizador dos seus smartphones. 

Com efeito, a Apple prometeu que a Apple Intelligence, respeitando a privacidade dos utilizadores, estará a par de eventos presentes e futuros na vida de cada utilizador, de forma a ajudá-lo a planear e a organizar o seu dia e rotina. Isso sim, para mim pelo menos, é AI a funcionar como deve ser, de forma útil, para todos aqueles que dela necessitam. 

Porque, a brincar a brincar, passe a expressão, de que te serve o AI quando usas a caneta se não tiveres uma? De que te serve se não gostas de editar as tuas fotografias? De que te serve se não pensas ter conversas com pessoas que falam um idioma diferente do teu? 

Mesmo assim, tal como referido anteriormente, o problema aqui é ver que o potencial está, também, em Cupertino. Potencial esse que certamente entregará um concorrente aos Galaxy Z Fold no futuro, mas não agora. Apenas daqui a dois ou três anos. Até lá, sem dúvida alguma que os melhores smartphones dobráveis no mercado continuarão a ser da Samsung.

Fica a par de todas as novidades da Apple aqui no iFeed:

Pedro Henrique Carvalho profile image Pedro Henrique Carvalho
Publicado a
Opinião